domingo, 19 de abril de 2009

Eucaliptos de dentro...

Tem momentos em que os eucaliptos me são necessários.
Os que vejo da minha janela.
Mas, sobretudo os que não vejo, aqueles que passeiam por minhas memórias.

Acontece em dias que tenho saudades daquele amor bonito, que rouba o sono, que faz cantarmos belas canções, que cora a face, que clareia o dia...
Não quero que seque meu mar de dentro.

E, se não forem os eucaliptos, então preciso de teus olhos.
Porque já não cabem mais em mim esses olhares cotidianos.
Quero ser vista vagarosamente.
Por olhos interessados, curiosos, que me sigam.
Acho que é mais do que isso, desejo ser compreendida.

Viu ? Preciso urgentemente dos meus eucaliptos... de dentro !
Ou então cantar Vanessa da Mata prá você...



57 comentários:

  1. Todos nós precisamos dos eucaliptos de dentro... Lindo! um beijo e uma linda semana, cheiiiiiinha dele por aí!chica

    ResponderExcluir
  2. Vê os eucaliptos, sente a sua intensa fragrância, e deixa que eles te respirem...
    Sentirás renascer sensações que julgavas esquecidas!...


    Beijos...

    ResponderExcluir
  3. adorei o seu blog e fico feliz de vc ter gostado do meu
    bjus
    I follow u now

    ResponderExcluir
  4. Amor, não posso prometer, até porque meu coração já tem dono.
    Mas com o olhar curioso e interessado você pode contar ...
    Gosto de conhecer gente bacana como você parece ser.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. ... só para não deixar dúvidas ... tem "dona" ...
    Nenhum preconceito, mas ainda prefiro as mulheres.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Adorei seus textos, seus poemas, seus desabafos, suas homenagens, como esse aqui e o texto feito para sua mãe...foi perfeito!

    Vim para agradecer, retribuir pela visita lá no blog e conhecer seu cantinho!

    Voltarei, viu! Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Essa música é tudo de bom...

    Muito lindo seu texto.

    Bjaum

    ResponderExcluir
  8. Então ame, ame muito.Beije todos os beijos que tiver que beijar,cante todas as músicas que tiver d ecantar.O amor é isso mesmo.E não mata.:*

    ResponderExcluir
  9. È Solange, esses amores que permanecem plantados em nossas janelas. Que falam do tempo de respirar fundo, sentir a alma sendo perfumada, restaurada, por um tipo de olhar que nos faz lembrar o que somos. O amor é a singular forma de nos deixar banhados desse verde, dessa língua que evoca cada porção de intensidade que nos conduz e anima. Ele não morre! bjs mulher que viceja!

    ResponderExcluir
  10. Belo texto! Todos vez ou outra necessitamos dos eucaliptos de dentro. Bjus e boa semana.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Eiii! Obrigada pela visita! Seu blog é muito interessante tb! Sou seguidora já... adorei este texto. "Quero ser vista vagarosamente.
    Por olhos interessados, curiosos, que me sigam.
    Acho que é mais do que isso, desejo ser compreendida". LINDO! E é tudo que desejo no momento...
    Volte sempre no meu blog!

    ResponderExcluir
  12. Oiii Solange!
    Realmente a saudade gera uma inquietação, e uma vontade extraordinária de matá-la! Também preciso dos meus eucaliptos de dentro! Adorei que está seguindo meu blog viu!
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Solange!
    Gostei do seu blog.
    E parabéns, um pouco atrasada. rs Muitas felicidades. Sinto-me como você em seu post "estou em festa". Em abril também comemoro aniversário, no dia 25.
    Como você conheceu meu blog? Ele é novo. Espero que tenha gostado.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  14. "Acontece em dias que tenho saudades daquele amor bonito, que rouba o sono, que faz cantarmos belas canções, que cora a face, que clareia o dia...
    Não quero que seque meu mar de dentro."

    Que lindo e a música também tudo de bom!
    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  15. Sem palavras. Amor algo que nos engrandece, que jamais se perde... Estamos sempre a procura. Solange combinamos a frase do Mahatma, postei ela no meu blog. E Amado da Vanessa... Sim amado e tdo pode acontecer... quero dançar com vc... lindo!

    ResponderExcluir
  16. Acho que é isso que todas queremos.. ser compreendida!

    Todos os seus textos são perfeitos!
    Virei seguidora tua já.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Aloha Solange!!!

    És magnifica ao harmonisar essas lembranças saudosas com essas palavras tão doces!!

    Sabes!! Vivo um momento muito intenso que esta tomando forma. E propositalmente perco o sono para admirar as poucas imagens de minha amada!!!

    Despido de sensualiade deixo-te meu beijo espcial!!

    Aloha!!!

    Hod

    ResponderExcluir
  18. Sinceramente, me levou a sentir o perfume desses eucaliptos, misturado com amor. deve ser porque estou apaixonado também.beijsss

    ResponderExcluir
  19. Sempre me encanto quando venho aqui. Adoro o modo como escreve!
    beijão!

    ResponderExcluir
  20. Precisamos sim de eucaliptos. Bjos com carinho menina das pintinhas lindas (risos).

    ResponderExcluir
  21. Quando eu tinha 6 anos, morava em Poços de Caldas.
    Ia todos os dias brincar no Country Club.
    Do Centro ao Country, caminhávamos ida e volta numa estrada ladeada de eucaliptos.
    Eu me sentia plenamente acolhida por eles.
    A lembrança desses eucaliptos-de-fora é até hoje uma excelente eucalipto-de-dentro...
    BJS!

    ResponderExcluir
  22. Texto bonito, principalmente o sentimento que ele conteem...

    Fique com Deus, menina Solange.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  23. Ando precisando sentir o perfume dos eucalíptos, precisando do olhar curioso e de um amor verdadeiro.
    Adorei seu espaço, seus eucalíptos e você.
    Abraço
    Angel

    ResponderExcluir
  24. O Néctar da Flor mais uma vez homenageia os amigos queridos com mais um selo, onde a magia acontece, seja ela qual for.
    Não existem regras, apenas repasse com carinho para aqueles que fazem a mágica da escrita criar vida.



    Beijos jogados no ar, sempre!

    -

    ResponderExcluir
  25. Todas nós precisamos ser compreendidas... porque eles não entendem ? rs-*

    amei !

    ResponderExcluir
  26. Me encanta seus eucaliptos...
    bjos So e bom feriado

    ResponderExcluir
  27. Ai,ai, Solange.Esse tipo de saudade dó na carne no osso não é? Ainda bem que, no seu caso, existem os eucaliptos...

    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  28. Solange, sou novato aqui no teu blog. E o mais importante não é nem ser compreendida e sim ser reconhecida. Nem sempre um é o mesmo do outro, né?

    Valeu, pelo comentário la no http://melhoropiniao.blogspot.com.

    ResponderExcluir
  29. Saudades do eucalipto que havia na frente da casa da minha mãe, lá no interior. Ele fazia sombra na área, onde ficávamos conversando, sentados em cadeiras de plástico, tomando café preto e comendo rosquinhas.

    ResponderExcluir
  30. Adorei o texto, adorei o blog!
    Parabéns...e obrigada pela visita!
    Volte sempre para estrada...
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. com cheirinho de mato fresco, que delícia
    !
    bj no coração!!

    ResponderExcluir
  32. Como é bom ser compreendida!
    Uma dose de positivismo, amiga.
    Beijinhos no seu coração.

    ResponderExcluir
  33. ...olhos que verdadeiramente 'enxerguem' todos os nossos anseios! Também quero isso!

    Boa semana pra vc...bjo!

    ResponderExcluir
  34. Entre o que vejo e o que digo,
    entre o que digo e o que calo,
    entre o que calo e o que sonho,
    entre o que sonho e o que esqueço,
    a poesia.
    Desliza entre o sim e o não:
    Diz o que calo,
    cala o que digo,
    sonha o que esqueço.
    Não é um dizer: é um fazer.
    É um fazer que é um dizer.
    A poesia se diz e se ouve: é real.
    E, apenas digo é real, se dissipa.
    Será assim mais real?

    (Octávio Paz – México)

    Desejo uma semana iluminada, com muita paz e amor.
    Do amigo
    Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  35. É sempre uma honra receber uma visita como a sua lá no meu cantinho...
    E nossa, devo dizer que seu texto de hoje foi belo... o amor é mesmo tudo...

    ResponderExcluir
  36. Adorei os lirismos dos seus textos! E esse olhar vagaroso...Ah, sei como é. São raros ñé?
    beijos e valeu a visita! Vou te acompanhar nos meus dois blogs.

    ResponderExcluir
  37. Tem horas que tode que preciasmos está no olhar do outro! mt bom! abçs!

    ResponderExcluir
  38. Obrigado pelas palavras de carinho e incentivo, adorei sua visita. Estamos colados e somos seguidores. Espero que você e a Bebela, possam ir ao lançamento em Maio de meu livro "Casa das Fadas". Gostaria muito da presença...

    ResponderExcluir
  39. Um texto de grande inspiração,parabens gostei de mais uma vez te ler.

    Noite de paz pra voce.

    bjcss!

    ResponderExcluir
  40. Que bom voltar aqui!Tudo bem?
    Lendo os posts e deixando um beijo!

    ResponderExcluir
  41. Lindo texto....ando meio triste....sem inspiração, mas lendo seus posts me animei um pouco, Bjos

    ResponderExcluir
  42. Oi
    Vim aqui agradecer a visita aos Pequenos Fragmentos de Luz e sentir o cheiro bom desse eucalipto.
    É aconchegante e me faz relaxar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  43. Olá Solange
    Obrigada pela visita ao meu blog! Também adorei o seu, percebe-se sentimentos no que escreve, adoro textos assim.

    Gosta de fotografia? Se sim, faça uma visitinha ao meu outro blog quando puder... lá escrevo sobre uma das minhas maiores paixões, a "arte de escrever com a luz", rsrs.

    http://www.leiturafotografica.blogspot.com/

    Beijo!

    Renata Caldeira

    ResponderExcluir
  44. O cheiro fresco dos eucaliptos e o frescor que eles me trazem. E saber que eles estão nas suas janelas me convida a entrar na sua casa todo dia.

    Obrigada pelos elogios no meu blog (minha casa) , de lá e lá é que se conhece na essência de quem "ser" eu!
    E eu realmente gostei do seu, agora aqui será meu lugar também de refúgio e curiosidades, onde eu poderei sentir o cheiro fresco do eucalipto.

    Linda sua foto!. E linda você!

    É um prazer!

    Beijos e abraços já de boas vindas! =)

    ResponderExcluir
  45. Os eucaliptos realmente te inspiram, ne, Sol? Adoro o cheirinho deles...
    Uma doce quarta-feira pra vc!
    Bjos,
    Paulinha

    ResponderExcluir
  46. Solange,linda sua poesia onde precisamos dos olhos do amado em nós sempre...abraços,

    ResponderExcluir
  47. Belo post Solange...
    Todo mundo precisa sim de Eucaliptos de dentro!!!
    Quando a saudades aperta, é com eles que a gente conta!!!
    Olha publiquei um conto no Ideias e gostaria de seu comentário...
    http://ideiasdemilene.blogspot.com
    Bjão

    ResponderExcluir
  48. Inspiro o perfume desses eucaliptos... e que bem que me faz!
    Sim, tal como essa fragância que embala os sentidos físicos é necessário o perfume de uns olhos que embalem os sentidos da alma!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  49. Lindo blog. Vou acompanhá-la. Falas de uma forma tão doce e profunda. Eu gostei.

    .abraços

    ResponderExcluir
  50. Eucalipto dentro e fora, em todos os lugares pra você. Haha :*

    ResponderExcluir
  51. Adorei teu canto, acho que até cheguei a sentir o cheiro do eucalipto!!!

    ResponderExcluir
  52. Acho que o mais difícil de tudo isso é ser compreendida! Eu já desisti, rs.

    ResponderExcluir
  53. Precisa de amores refrecantes? Mas sabe que a terra fica estéril onde se plantou eucaliptos?

    ResponderExcluir
  54. Vc é linda, como são bacanas as coisas que vc escreve! Bjs

    ResponderExcluir
  55. Estava passando e adorei seu Blog....suas idéias....cultive sempre muitos eucaliptos!!!!!

    ResponderExcluir
  56. Que delícia de blog amiga !!! Já virei seguidora !!! não me canso de ler... beijosss Juliana Moreira

    ResponderExcluir