domingo, 1 de agosto de 2010

é tão longe escrever...


Amo a palavra. Tão livre. Tão permissiva.

Com elas desnudo-me. Sem nem ficar corada.

Entrego o mel que há em mim, ousada, valente.

.

Através delas declaro, partilho, deixo de lado moderações e censuras, e vou rimando minhas escolhas, meus medos, meus sonhos.

Falo a ti sem gaguejar, provoco, não titubeio... e ainda posso enfeitar o final.

Mas as palavras duram pouco.

.

E mesmo tendo um mar delas aqui dentro, bem rente a onde nasce o amor, mesmo assim acho difícil encontrar a medida exata dos meus quereres, mesmo quando tenho certeza da palavra escolhida.

Pois se volto e releio, vejo meu sentimento ali : filtrado, fosco, imperfeito.

.

Porque às vezes é tão longe escrever...

E tão perto saber sentir.

65 comentários:

  1. OI
    Ah escrever é bom, você tem o poder de criar tudo o que quer, tudo mesmo, qualquer coisa, nada é impossível. Mas escrever o que sente é melhor ainda do que apenas invetar. Mas sentir não tem paralavras as vezes que consigamos traduzir.
    Mas os dois, juntos, é muito bom.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Escrever é sempre uma aventura impossível. Nunca atingimos o que buscamos. O interessante é deixar o texto dormir - uma noite, muitas noites - e retomá-lo com outros olhos. Como se fosse uma criação alheia. E interrogar-se: Mas fui eu que fiz isso?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Junto á idéia da sonoridade produzida por algumas palavras. E tão livre. Tão permissiva, são duas sonoridade melodiosas. Expressa-las em conjunto com texto, também causa-me um certo desconforto. Vez em quando modifico um parafrafo inteiro para que a sonoridade de alguma palavras não percam a força. Faço uma analogia com a culinária. Na arte uma pitada a mais ou a menos altera o sbor. Se mais picante, ou adstringente, torna o conjunto desinteressante.
    Levo ainda em consideração a sinergia e o estado emocional no momento da inspiração.
    Muitto,muito muito contente com sua presença, e sua fragrância mais perfumada ficou comigo.

    Bom Domingo e um belo ínicio de semana pra ti querida Solange,

    Beijos em ti.

    ResponderExcluir
  4. Tão longe as vezes.
    Mas pra mim é sempre inesquecível.

    ResponderExcluir
  5. Escrever, escrever....exorcizar a alma nas palavras.

    Solange, tudo impecável aqui.
    Um abraço, e um domingo bem bacana!!!

    ResponderExcluir
  6. Solange, que poema maravilhoso. Eu também gosto das palavras e de brincar com elas. Mas o que disseste "Porque às vezes é tão longe escrever...
    E tão perto saber sentir." é brilhante!

    Adorei!
    Beijos
    Anne

    ResponderExcluir
  7. palavra..palavra..
    é apenas o violino de uma imensa orquestra que está dentro de nós..

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  8. 1º devo dizer que adorei a nova imagem do blog...de muito bom gosto ...
    As vezes as palavras e o silêncio se misturam dentro de mim ... e no final das contas, algo fantástico acontece ... eu me expresso muito melhor...Beijo!

    ResponderExcluir
  9. É que a palavra escrita é atemporal, prescinde das distâncias e da presença...Desta forma fica sempre palpável!

    ResponderExcluir
  10. Solange!
    Que lindinho seu blog.
    Gostei da poesia, demais!
    Muitos beijo e obrigada, CON

    ResponderExcluir
  11. ''Amo a palavra. Tão livre. Tão permissiva.''
    A palavra é libertação, a escrita é liberdade...

    Lindo texto, tens uma alma pura, limpa, liberta... pois tuas palavras libertam-se n'agente também.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Até as palavras são uma ilusão. Nunca expressamos totalmente, até porque, no dia que o fizermos, ficaremos vazios. Texto fantástico. Me lembrei de uma frase de Cecília Meirelles:
    "O que eu procuro ainda não tem nome"

    Abraço ;]

    ResponderExcluir
  13. Sol, falou por mim!...
    ótimo post!!!
    bjokas

    ResponderExcluir
  14. Nossa, adorei o novo cabeçalho do blog, muito fofo! e Menina, escrever acho que limpa a alma da gente e escrevendo falamos de nós, de sentimentos que muitas vezes outras pessoas se identificam.

    adorei a frase.
    Porque às vezes é tão longe escrever...
    E tão perto saber sentir.

    ResponderExcluir
  15. Para mim, mana, as PALAVRAS só valem se forem SUSTENTADAS...senão...são MERAS PALAVRAS....que acabam tornando-se VAZIAS...

    beijos,

    Bi

    ResponderExcluir
  16. PALAVRA = PÁ + LAVRA
    Ferramenta que lavra o destino...

    Belo Poema!
    Tácito

    ResponderExcluir
  17. E o bem querer tem de ter medida?

    No máximo, só urgência...

    Fique com Deus, menina Solange Maia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  18. Nossa Sol que lindo!
    Realmente escrever faz muito bem...eu me atrevo e me faz um bem enorme...me dispo, me faço , disfarço, refaço nas palavras...
    É tão bom sentir...sentir o outro na escrita, sentir o que as palavras nos fazem sentir!
    Muito bom!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. ' Ain como é bom ler seus textos Solange, acalma minha alma, amo vir aqui...
    Obrigada por mais uma vez ter ido ao meu cantinho, amo seus comentários viu^^
    Q Deus te abençoe sempree\\*
    bjoo's no ♥

    Josy*

    ResponderExcluir
  20. E mesmo assim, perfeito!
    *.*
    às vezes, sentimos, e as palavras que viriam expressar tudo aquilo, não são o suficiente.
    sei exatamente como é.
    PS: agora, pegando o 'link' do seu comentário, eu quis exatamente dizer que acho legal a velhice. As pessoas idosas tem aquela nostalgia do passado, e ao mesmo tempo, uma intensidade na sabedoria que produziram.
    E, me comparo a eles, pelo desejo que tenho por esta bela sabedoria.
    Acho-os fortes e intensos!

    beijOOOO

    ResponderExcluir
  21. É, querida; por mais que as palavras tenham a magia de nos desvendar, nunca é uma tradução perfeita do que sentimos. Sempre fica algo por dizer.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Eu amo a palavra...através delas, jogamos para fora nossos sentimentos.


    abraços
    de luz e paz

    Hugo

    ResponderExcluir
  23. Sempre chego aqui e encontro coisas lindas!Voltando das férias, deixo um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  24. Ai, Solange...
    Como você disse lá no meu cantinho, você escreveu sobre a mesma coisa a sua maneira, e "a sua maneira" é tão mais bonito...

    É tão longe escrever, mas vale a pena...

    Beijo cheio de carinho.

    Rossana

    ResponderExcluir
  25. Nossa, perfeito! Suas palavras fizeram sentir, apesar da distância nossa entre pensar e expressar.

    Beijos, querida.

    ResponderExcluir
  26. Eu confesso a vc que sem a escrita eu nada seria.
    Nem sempre o q eu escrevo eu consigo dizer.
    Lindo!!!
    Ameiiiiiiiiiiiiii.
    Boa semana amada.
    Beijokas

    ResponderExcluir
  27. Escreva sempre Solange, voce sabe!
    estive ausente e encontrei um layout novo, gostei - azul e verde clarinho deu um charme especial.
    Parabéns , boa semana com abraços

    ResponderExcluir
  28. Solange,

    Que saudade de você e das suas letras carregadas de afeto e generosidade. E, que incrível coincidência! Hoje, falei a uma amiga o quanto você me inspira. Disse-lhe: ao ler Solange, não ouço as palavras, sinto os sentimentos... Ela tem cheiro de vida!

    ResponderExcluir
  29. Ei Solange!

    Porque você é nossa seguidora viemos aqui avisar sobre a campanha "Ler é Fashion".

    Entre nesta moda e participe do super sorteio!

    Beijos

    Fla e Ge
    Equipe "O que elas estão lendo!?"

    ResponderExcluir
  30. Como é bom escrever e saber sentir!
    Linda sua crônica!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  31. E eu adoro ver tua beleza e passear pelo teu blog...lindo como é sua dona!!!

    ResponderExcluir
  32. porque muitas vezes... mesmo sem querer as PALAVRAS forjam, ludibriam, dissimulam e enganam... AO PASSO QUE UM CORAÇÃO VALENTE, A DESPEITO DE TODA PALAVRA É SEMPRE CAPAZ DE NUDEZ E BELEZA!!

    TEXTO PERFEITO!! AMEI.

    BEIJOS

    ResponderExcluir
  33. A hermana Ziris já dizia.

    Cada palavra que se completa no papel, uma peça que faltava cola novamente ao coração.


    Abraço meu

    ResponderExcluir
  34. Teu blog é de uma sensibilidade sem tamanho...
    Amei e te sigo a partir de hoje com muito prazer...
    Tenha um lindo começinho de agosto...
    Beijo

    ResponderExcluir
  35. Solange
    "Escrever pode ser tão longe, mas é próximo da sensação e da tradução dos sentimentos."
    Seu texto é recheado de emoção e sensibilidade.Muito bom mesmo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  36. ...não me preocupo muito com
    as palavras, desde que entendí
    que não sou eu quem as dizem
    e sim elas que me dizem.

    bj, querida!

    ResponderExcluir
  37. "O amor é quando começamos por nos enganar a nós próprios e acabamos por enganar a outra pessoa."
    (Oscar Wilde)


    Beijos menina.

    ResponderExcluir
  38. E é bonito quem sabe usar as palavras como tu, guria! Chega a me arrepiar, pois, também amo-as!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  39. É como se elas engarrafassem num gargalo e não conseguíssemos por pra fora na ordem e medida certa. Mas também, o sentir sempre será mais forte e cada dia de nossas vidas sempre será diferente. Mesmo que sejam os mesmos todos os dias!


    Beijos na alma!
    Layla Barlavento
    culpadowalter.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. As vezes (quase sempre) as palavras são poucas para se mostrar todos os sentires.

    quem manda ser assim tão intensa (risos)

    afagos de admiração

    ResponderExcluir
  41. Traduzir sentimentos é um desafio.
    As palavras, ainda que disponíveis,
    muitas vezes nos faltam...

    Beijo,
    Doce de Lira

    ResponderExcluir
  42. mas dizem que escrever é falar sem ser interrompido, sem perder o fio da meada. será?

    ResponderExcluir
  43. Solange que transmissão de pensamento! Parece que hoje, o blog está mais comportado e me deixando comentar.
    Muitas vezes temos tantas palavras "certas" dentro de nós, palavras tão exatas, mas que o sentir fazem dela mais fortes.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  44. Ah linda! Obrigada! São seus olhos e seu coração. Seu blog é show. Gosto mto de te ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
  45. A palavra é a me liberdade.
    E por isso escrevo.
    Uma das razões pelo qual existo.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  46. Mil vezes a realidade do sentir, mesmo contrastado com o escrever lúdico.

    ResponderExcluir
  47. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  48. As vezes eu acho que você está na minha cabeça; haihiaha, sempre falando sobre coisas que eu penso.
    Eu já tive um diário, mas até para ele eu mentia...
    Ou seja, a poesia, é o máximo que tiramos daquilo que está preso no pensar e no sentir...

    ResponderExcluir
  49. Solange, que saudade de você minha amiga querida. Passando para fazer uma visitinha aos amigos queridos e dizer que estava morrendo de saudades. Obrigada pelo apoio e pelos comentários.
    Beijinhos no coração

    ResponderExcluir
  50. adoro esse cantinho...
    escrever me deixa solta, livre e feliz....
    parabéns

    ResponderExcluir
  51. Escrever é um espaço livre. Damos asas a imaginação e vamos livremente pelos horizontes azuis. Brincamos com as palavras e contruimos mil coisas.



    Para as mulheres com os seus glamoures vou deixar um carinho por aqui.
    Deixo um carinho para vc. selo blog glamour.
    http://sandraandrade7.blogspot.com/
    ficará super bem aqui.
    Bjs.
    Seu blog merece.
    Carinhosamente
    Sandra

    ResponderExcluir
  52. Suas palavras são permeadas do verbo sentir, querida Solange!
    Adoro ler você!
    Beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  53. Sentir e traduzir-se em palavras!

    Coisa rara. Parabéns!

    ResponderExcluir
  54. Ficarei sem NET por um tempo, viu?
    Sentirei saudades.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  55. Oi, Solange! Valeu pela visita no meu blog.
    Como eu escrevi uma vez, eu gosto de escrever para exorcizar fatos ruins e eternizar lembranças boas. Gostei muito do texto, só não concordo quando diz que as palavras duram pouco. Às vezes elas tem o poder de permanecer, mais que qualquer gesto. Parabéns pelo espaço! Beijo

    ResponderExcluir
  56. "Porque às vezes é tão longe escrever...
    E tão perto saber sentir."

    Mas é tão bom quando chegamos ao fim e vimos que afinal a distancia não era assim tanta.

    ResponderExcluir
  57. Minha querida amiga!

    Você é poeta, escritora, artista da palavra!
    E me disse que gosta das minhas, pelo que vim agradecer...
    Fiz um bolo com simplicidade pelo meu niver, ainda dá tempo, passa por lá para celebrar comigo a Vida. Peço desculpa pelo adiantado da hora, mas estive respondendo aos que me visitaram e agora vim convidar os outros, que amo muito tb e faço questão da presença, mesmo que amanhã ou depois ('tá valendo, eu espero...)

    Solange, te gosto de montão, não se esqueça nunca.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  58. Olá! Adorei seu Blog, axei MTO interessante, vc escreve MTO bem! Vou te seguir! Eu criei o meu a um mês e alguns dias, se quiser dar uma olhada fique a vontade!
    Bjx

    ResponderExcluir
  59. Solange...

    «Porque às vezes é tão longe escrever...
    E tão perto saber sentir.»

    BeijOOO
    AL

    ResponderExcluir
  60. escrever é colocar pra fora
    sentir é deixar dentro..aconchegado e bem guardado

    beijos cintilantes

    ResponderExcluir
  61. Nossa! Tenho que respirar fundo...vc escreve demais moça! Vim agradecer minha linda, o invisível perfumado das suas palavras no meu Solidão enquanto estive ausente. Retorno à minha poesia, e te convido para continuar caminhando comigo...Valeu querida, agradeço de coração a presença tão preciosa no meu cantinho. Bjo grande.

    ResponderExcluir