quinta-feira, 7 de julho de 2011

como nascem as histórias...

Eu quero mudar de cidade.
Quero verdes e azuis. Pés descalços e um ar mais leve.
Quero uma vida simples, sem tanta preocupação.

Cansei da minha solidãozinha, das horas no trânsito, dessa gente que nunca entende o que eu digo.
Guardo minhas habilidades em gavetas para mais tarde abrir.

Agora tenho que ter coragem.
Dar o primeiro passo.
Ninguém desconfia, mas histórias inteiras nascem a partir daí.
.

21 comentários:

  1. Querida Sol, é impressionate ler isto, estava agora pouco aqui mesmo conversando com uma amiga em como eu gostaria de sair dessa cidade e ir para uma vida calma no campo...E me deparo com este texto caloroso me descrevendo inteira!
    Adorei.

    Beijos de Boa Noite, fique com Deus.

    ResponderExcluir
  2. Liiiiinda sua foto!!!!
    Sempre mudando de cidade....sempre a mesma cidade....

    Beijo querida!

    ResponderExcluir
  3. Venha! Estamos te esperando!!!....

    ResponderExcluir
  4. hahahhahaha!
    A Tia Tintia acertou!

    Bora lá!!!!

    ResponderExcluir
  5. Para começar a correr primeiro colocamos um pé a frente do outro...

    ResponderExcluir
  6. Pequenas decisões mudaram a a vida de muitos,
    pequenos passos, dados um de cada vez, mudam nosso destino. Vc escreve maravilhosamente bem, parece dizer o que todos nós por vezes sentimos.
    parabens.

    ResponderExcluir
  7. Assim o verde nasce do azul
    de tanto correr atrás do sol
    os pés descalços
    os olhos vermelhos do vento
    o céu pálido
    de tanto lhe roubar a ilusão.
    Passo a passo
    aproximo-me da infância,
    é tão leve o ar
    todo o mar
    cabe na tua mão.


    Lindo o que escreveste, Solange.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Sol

    Já vivi um momento como esse, pensei por um bom tempo e...adivinhe...chutei tudo pro alto e
    me mudei...e desenhei uma nova história.

    E posso dizer que certas simplicidades tornaram a vida mais "coerente"

    Bjo!

    ResponderExcluir
  9. Saudades daqui, que bom que voltou e na volta lembrou de mim.


    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  10. É de gente com essa coragem que o mundo precisa!
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  11. Sol,

    A felicidade acontece (as histórias nascem) quando deixamos a "Bebela" que há em nós, com um sorriso de girassol permanente no olhar, pois através dele enxergamos o mundo. Ele é o espelho da nossa alma! E, pouco importa se às vezes nos machucamos nesse olhar. Haverá sempre um novo dia, uma nova história para ser vivida... E, nada melhor que o sofrimento para apurar a nossa visão do que é ser feliz.

    O meu desejo é que ao abrir as suas gavetas – sempre – você permaneça com um canteiro de girassóis plantados na alma.Bjs

    ResponderExcluir
  12. Sol..
    eu acho que a partir do momento em que temos vontade de viver, nos deparamos sempre com essas situações...

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  13. Sol
    As grandes mudanças nascem de pequenos desejos...

    Passei para deixar um beijo.

    Rossana

    ResponderExcluir
  14. Solange, só uma sugestão.... mude-se para Marília - SP onde encontrará todos os tipos de verde e os Eucaliptos em profusão!!!!

    Bjs do ZC

    ResponderExcluir
  15. Que linda visão, querida!
    Põe Bauru na sua lista?!!! Ah... coloca aí vai... quem sabe começou antes e a gente é que não sabia... eheheheheh
    Sonho bom! Aliás, seja qual for o lugar, é bom por ter vocês!
    Beijinho de lindo dia!
    Clau

    ResponderExcluir
  16. Amada irmã,

    A vida é sempre feita de escolhas... A vida feita pela estrada de nosso coração.

    Abraços de luz

    Hospital Espiritual do Mundo

    ResponderExcluir
  17. Essa semana mesmo eu estava querendo mudar de cidade, ver outro horizonte, mas acredite, troquei os móveis de lugar e acho que acabei mudando de casa. rs

    bacio

    ResponderExcluir
  18. Solange a saudades é um sentimento nosso dos Brasileiro, não só a palavra mas o que realmente significa e aqui estou para dizer que não a esqueçoe a saudades é muito forte, tenha um lindo domingo, e tudo de otimo, beijos !

    Colo e coração

    Diz para mim que não foi um adeus
    Mas sim um até logo, vou ali e volto
    Que teus olhos aqui repousaram em mim
    Que não ficara mais distante sem visão
    Que teu carinho tem aviamento e emoção
    Diz que eu ainda tenho um cantinho
    No teu colo e no enorme coração
    Onde andas que não consigo tocar
    Pois o sentimento aqui há de intensificar
    E você deixa o ar méis perfumado
    Só com teu jeitinho de mulher e maternidade
    Estou aqui e vim visitar e pedir
    Não é só carinho de um homem menino
    Mas o afago que o ser humano que sou
    Sempre de ti preciso

    Ulisses Reis®
    10/07/2011

    Para Solange Maia

    ResponderExcluir