domingo, 16 de julho de 2017

anoto o gosto...

Cada coisa que me acontece, anoto o gosto.
Não no sentido químico, é claro, mas de uma forma diferente. 
É que tenho um pequeno diário dentro de mim onde guardo o sabor de alguns momentos que considero sagrados.
É lá que as coisas que amo se acumulam.
Essa semana foi assim: olhei para Bebela e senti as primeiras notas adocicadas de quem já está virando uma mulher. 
Num átimo de instante estava tudo ali, minha pequena bebê falante, a menininha do pé preto, e uma mocinha linda. Todas moram nela.
Anotei esses muitos sabores e suspirei demoradamente. 
É que são tantos os açúcares contidos nela...

Solange Maia

Um comentário:

  1. Querida Amiga Isabella, que lindo e te ler....que beleza tao grande ver que o que Vc trasmite é o que Vc é !!. Abrazo enorme !!.Enrique

    ResponderExcluir