terça-feira, 15 de setembro de 2009

Um dia a gente descobre que gosta...

De vez em quando o silêncio, o olhar sem graça, um ciúme atroz.
O lugar não ido, o sorriso engolido, um abraço contido.
Toda essa vida roubada só para caber nos moldes de alguém.
Para fazer bonito, para acalmar a fragilidade do outro.

Como se pudéssemos abrir mão da gente mesmo.
Como se assim fossemos merecedores de um afago qualquer,
Que nos alimenta sem nunca saciar,
Que se tem ao lado sem nunca preencher.

Até que um dia se acorda precisando assobiar.
E dá uma vontade louca de atravessar a rua.
A gente quer sair por aí distribuindo sorrisos, fazendo amigos.
E some o medo de perder.

E é exatamente quando a gente arrisca a ser livre.

E descobre que gosta.

51 comentários:

  1. Solange,
    você abordou com muita maturidade
    o conflito ciúme X liberdade.

    Realmente, ninguém deve ter
    a "vida roubada só para caber nos moldes de alguém".

    Mas isso é algo que custa a aprender, né?
    Só com a própria vida - e suas inevitáveis decepções.

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  2. Ps: algo que SE custa a aprender.
    Escrever a essa hora dá nisso! (risos)

    ResponderExcluir
  3. Talvez isso se adquira quando aprendemos a nos amar de verdade e a ganhar segurança para fazer uso da liberdade a nosso favor...
    um abraço

    ResponderExcluir
  4. Eita mira boa. Certeira.
    Como sempre, lindo.
    Aliás teu ultimo coment lá no meu blog foi assim tb. Enxuto e direto no meu coração. Obrigada.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Onde existe liberdade o ciúme não entra,

    trava... Ou se é livre de verdade, ou se

    vive acorrentado para sempre. É uma questão

    de escolha. Como diria o poeta que mais me

    ensinou a re(ver) o mundo como uma flor:

    "Jamais experimente a liberdade se vcê não
    for capaz de suportar a solidão".

    Beijão, Sol!

    ResponderExcluir
  6. Não é que é assim mesmo...voc~e acertou na mosca, liberdade é preciso e saber usá-la é de fato uma arte, só conhecemos verddeiramente uma pessoa quando damos a ela liberdade, do contrário, nunca saberemos quem ela realmente é...
    Muito bom o que li, aí me pergunto: Porque não escrevi isso? rsrs..este é um sinal de que gostei muito...parabéns pela forma e pelo jeito...um abraço na alma...bjo

    ResponderExcluir
  7. Ótimo poema.
    Liberdade que nos custa muitas vezes caro,
    e em amor, é um passo difícil de se dar, quando se preso está!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ciúme tem mesmo dessas coisas, faz a gente se sentir meio que prisioneira de nossa dedicação ao outro...
    Muito bom o texto.

    Bjks.

    ResponderExcluir
  9. maravilhoso solange hoje eu precisava demais disso vc nem pode imaginar bjs pra vc saudades de sua vsitas!

    ResponderExcluir
  10. Solange o que mais preciso nesse momento é me libertar, libertar o meu coração, minhas angustias.
    Procurar a felicidade.
    bj!

    ResponderExcluir
  11. Querida Solange,

    Lindo esse teu texto, carregado de uma mão cheia de boas verdades! Anos atrás vivi a realidade de cada uma dessas palavras que habilmente proferes.

    Bonita citação, essa a da “A LIBERDADE é o espaço que a FELECIDADE precisa”

    à qual eu acrescento: “ E esta MORRE LENTAMENTE quando APRISIONADA!”

    Beijo fofos aos pedacinhos,
    CR/de
    www.carlosribeiro-photos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. É verdade... achamos que o mais importante é fazer o outro feliz nem que pra isso tenhamos que nos anular, mas isso não é possível porque ninguém consegue ser o outro eternamente!
    Lindo!
    Bom dia para vc e cheio de assobios!
    Beijos
    Karina

    ResponderExcluir
  13. Disse tudo q eu diria hoje. Só não vale achar q não valeu a pena. Eu acho...

    ResponderExcluir
  14. Estar ao lado de alguém que nos rouba a libertade é sufocante mesmo. Pior é quando permitimos. Parabéns pelas palavras...como disseram todos ai em cima: Acertou na mosca!
    Montidibeju pra tu.

    ResponderExcluir
  15. Liberdade...

    Quantas pessoas viveram, nasceram, lutaram e morreram por ela.

    Então, que saibamos usá-la de forma consciente, sem interferir na do próximo.


    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Adorei!!
    E no final queremos mesmo é ser livres, não é?
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. Sô, faz tempo que eu não sei o que é gostar... hihihih

    Beijos

    Niny

    ResponderExcluir
  18. Quem ama fica tentando moldar o outro para si,conforme seus próprios desejos, o que é um erro. Quem ama precisa amar o outro, como o outro é. Comos duas peças de quebra-cabeça que se encaixam de frente, não por serem exatas, mas sim,inversamente proporcionais e por isso se encaixam.Lindo texto.Beijos

    ResponderExcluir
  19. Ser livre é o principal.

    amei o texto.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  20. Um tipo de coisa que é deliciosa de ser descoberta

    ResponderExcluir
  21. nossa soli!!!! que beleza de texto , que lucidez . eu acho que quando a gente deixa livre quem a gente ama , é porque a gente realmente ama , e se essa pessoa com toda a liberdade continua ao seu lado é porque tambem te ama , mas...como diria drummond :

    O pássaro é livre
    na prisão do ar.

    O espírito é livre
    na prisão do corpo.

    Mas livre, bem livre
    é mesmo estar morto.

    ResponderExcluir
  22. O liberdade é tão gostosa! É superiormente interessente ter o prazer de fazer as coisas que temos vontade. Ser feliz é o caminho! São as flores que a gente encontra no meio de tudo...

    ResponderExcluir
  23. Ser-se o que se é e não deixar de o ser, é um árduo caminho que temos de percorrer para chegarmos inteiros. Liberdade é o seu nome.
    Beijo terno.

    ResponderExcluir
  24. ...as vezes nos vestimos de encanto para o outro,as vezes nos privamos de nós em função do outro...como diria Sartre " meu problema é o outro". Assim deve ser, atravessar a rua para encontrar o "Eu".

    [faz-nos sempre refletir, obrigada!]

    Um Beijo do meu Horizonte!

    Muita Luz!

    ResponderExcluir
  25. Que delícia, que tradução mais bonita de um processo tão difícil! Parabéns, Solange,
    fizeste isso com maestria.

    Uma vez escrevi:
    "Era uma vez uma menina que foi atravessar a rua movimentada e, ainda que com medo, chegou à outra calçada. A loja de doces estava fechada, mas agora ela sabia como chegar. E foi feliz..."

    Um bjo! Paz.

    ResponderExcluir
  26. Com tantas possibilidades que existem por aí, sempre escolhemos a mesma pessoa. Será isso o amor?
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. FICO MUITO FELIZ COM A SUA PRESENÇA NO BLOG.
    ÉS UMA PESSOA MARAVILHOSA E AMADA.
    MUITO OBRIGADA PELO CARINHO.
    É SEMPRE UM PRAZER RECEBE-LA EM CASA.
    ANDO MUITO OCUPADA. POR ESTA MOTIVO DIFICLTOU UM POUCO AS MINHAS VISITAS.
    MAS MESMO ASSIM MORAS NO MEU CORAÇÃO.
    UMA AMIZADE SINCERA NÃO SE ESQUECE.
    VALEU. MIL ABRAÇOS.
    SANDRA

    ResponderExcluir
  28. De repente
    a gente não sabe o que faz
    com aliberdade e se torna
    preso em si.
    Liberdade... é fazer o que se gosta...
    Gostei muito de suas palavras, demosntram
    sentimento e profundo envolvimento com a prórpia
    liberdade.
    Parabéns.
    Bjos
    Wacinom

    ResponderExcluir
  29. Que lindo!
    Ando me privando da liberdade para não magoar ngm, mas e a minha felicidade?
    Beijãao

    ResponderExcluir
  30. Imensamente envaidecido. Se bem, é claro, houve certo exagero teu no comentário.
    Agradeço o beijo e o carinho... recíproco, é claro.

    ResponderExcluir
  31. Lindo post...

    Sou apaixonada por seus posts, cada um mais lindo que o outro...parabéns!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  32. Quantas coisas deixamos implícitas mesmo... Que bom que de vez em quando aparece essa vontade de chutar o balde =). Abraços.

    ResponderExcluir
  33. A liberdade é essencial em nossas vidas.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  34. Solange...,
    Que delícia sua visita... Fico grata de coração pela sua saudade, pela sua torcida depositadas em minha pessoa e em meus textos. Justo eu que sou aprendiz de poeta, saber isso de você que reina no consenso dos corações de quem a lê.
    Solange, sinto mesmo saudade de "bloguear", gosto desses meus amigos todos, dos quais dividi os meus momentos, as minhas sensações e carinhos, tendo sempre uma resposta acolhedora. Entretanto, eu ainda não vou voltar. Quase sempre, estou a verificar se há algum comentário novo para eu retribuir, vezes em que fico tentada a voltar... Eu não penso que vou demorar muito para regressar, mas estou cuidando de mim, me sentindo mais no meio real da vida, de como estou caminhando para conseguir as realizações que desejo. Estou me observando, me reservando, me restringindo, me poupando..., embora muito ativa nos afazeres e exercícios físicos...

    Beijos grandes, com carinho e muita saudade,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  35. À propósito,
    Conquistar na liberdade... e com respeito...
    Deveria ser regra geral!!

    ResponderExcluir
  36. Ih, como gosta...; até porque são momentos raros... BJS!

    ResponderExcluir
  37. Poxa, que lindo...
    É a minha cara este texto....

    ResponderExcluir
  38. É impressionante como vc consegue fazer a gente sentir com o que vc escreve.....

    ResponderExcluir
  39. FIQUEI MUITO FELIZ COM A SUA VISITA E POR SABER QUE TENS PARENTES AQUI EM JARAGUÁ DO SUL.
    NÃO AS CONHEÇO.
    QUEM SABE VC. ME ENVIANDO O ENDEREÇO ATÉ PODEREI TER A OPORTUNIDADE DE IR CONHECÊ-LAS.
    SERÁ UMA ALEGRIA.
    SEMPRE SE CONSTRUINDO UM NOVO CAMINHO, QUANDO NÃO TEMOS MEDOS DE CAMINHAR...
    VALEU AMIGA.
    OLHA VOU LEVAR A SUA IMAGEM PARA O MEU POSTER DE HOJE.
    TENHO CERTEZA, QUE VAI FICAR MUITO LINDO LÁ.
    VAI COMBINAR COM O TEXTO.
    VALEU AMIGA E OBRIGADO, ANTECIPADO POR CEDER A IMAGEM.
    SANDRA

    ResponderExcluir
  40. Já está lá com o link e tudo.
    Ficou muito linda.
    Obrigadooooooooo!!!!!!!!
    Sandra

    ResponderExcluir
  41. Te convido para ser minha próxima seguidora do blog. Não te encontrei lá.
    Fica aqui um grande abraço.
    Sandra

    ResponderExcluir
  42. Oi Solange, gostei muito...arriscar a ser livre é riscar(traçar) o próprio destino. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  43. Solange
    Pior é quando se arrisca, se perde e descobre que não gostava tanto assim da liberdade...rss

    Variáveis de um tema interessante que você abordou com muita sensibilidade, como sempre.

    Um beijo
    Rossana

    ResponderExcluir
  44. grande beijo, ainda estou em viagem logo volto,,,, con

    ResponderExcluir
  45. Solange há pessoas que nos roubam de nós, mas felizmente não agüentamos isso por muito tempo. Sempre chega a hora do basta, mais cedo ou mais tarde dependendo do menor ou maior medo em arriscar e perder.
    Mas quando nos “devolvemos” a nós mesmos... aahhhh...que sensação boa ser novamente cidadã de si!

    Lindo post!

    Vim retribuir e agradecer tuas amáveis palavras lá no meu blog.
    Gostei muito daqui, voltarei muitas vezes!

    Bjs

    PS: eu tb adoro joaninhas...e mais outras coisinhas em comum... rsrs!

    ResponderExcluir
  46. Liberdade... é o que precisamos para sermos nós mesmos.
    Beijos, Marcia

    ResponderExcluir
  47. Viver a vida pelos outroa acaba sendo um forma de compartilhar teus medos...

    Não sei se bem o caso, pois parece que você se libertou de alguns medos para viver a tua vida.

    Fique com Deus, menina Solange.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  48. Liberdade para poder amar sem se moldar ou solicitar que se molde. Abrir mão de muito e depois fechar-se por pouco....
    Bjus.

    Hod.

    ResponderExcluir
  49. Lindo, Solange. "Às vezes é preciso estar longe para querer estar perto."

    ResponderExcluir