quinta-feira, 5 de novembro de 2009

ESCASSEZ

Escrevo por todos que investiram muita vida para esquecer velhos amores.
Pelos que fizeram escolhas erradas, e para os quais o tempo passou, cruel e implacável, varrendo do rosto alguns sorrisos e da alma tantos sonhos.
Por quem já esteve em lugares de vazios tão densos, que os confundiram com o alto inverno.
Escrevo por cada coração entregue a quem nem bem valia um olhar.
Pelos que já acreditaram em palavras voláteis, e tornaram-se, portanto, vulneráveis diante dos amores de mão única.
Para os que já foram surpreendidos por gestos curtos e palavras ríspidas, e só o que queriam era serem ouvidos.

Por todos os emocionalmente desabitados.
Porque no desamparo o ser humano sabe-se só.
E há a perigosa convicção do abandono, que por mais sutil que seja, míngua a vida da gente.

Escrevo porque dentro de mim tenho memórias de cada uma dessas dores, e porque dia desses ouvi que TRISTE é qualquer coisa viva, que (em algum momento) não sente como tal.

Escrevo então pra tentar fazer diferente, pra propor dias melhores, pra abolir esse abandono, aceitar novos caminhos...

Escrevo para urgentemente lhe estender as mãos...

35 comentários:

  1. Boa noite....
    Muito lindo,já passei porísso e sei do q o texto fala,rsrsrsr
    Exelente...
    Um beijo grannnnnnnnnde

    ResponderExcluir
  2. esse abandono, esse desamparo que nos faz sós espantosamente se dilui
    ao encontrar nas tuas doces palavras o colo,
    a identidade do sentir que nos aproxima
    e fortalece

    beijos ;)

    ResponderExcluir
  3. Sol

    Pense num investimento alto esse!Já dizia o poeta: "amor é dor que arde e não se sente" Sempre fica aquela lembrança ainda que lá no fundo.MAs SENTIR, está vivo...Nossa é o melhor que há.
    Então dias melhores!
    Dias melhore virão...

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  4. E escreveu muito bem! A todos que também deram a volta por cima e aprenderam a amar a si em primeiro lugar para não se diluir mais em relacionamentos repletos de expectativas. Parabéns amiga, o grande lance da vida é "fazer diferente"! Amei seu post. bjs

    ResponderExcluir
  5. Poesia bonita e sentimental...

    Fique com Deus, menina Solange.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Li e lembrei do que senti outrora, assim como encontrei nestas palavras o que sinto agora.
    Lindo Solange, parabéns por traduzir tão bem sentimentos tão complexos de expressar.

    Um abraço...

    ResponderExcluir
  7. Quem não passou por isso pelo menos uma vez???
    Muito lindo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Que gostoso poder passar por aqui e sentir seu carinho... o sentimento de abandono parece estar sempre presente, mesmo quando estamos com alguém especial, por que será ?

    Enfim.. hoje participo de seus pensamentos na posição de também estender as mãos se precisar.

    bjao grande
    Gi

    ResponderExcluir
  9. Hoje, digo que tenho (quase) amores, tão voláteis são os sentimentos em relação ao que o outro sente. E adquiro a compreensão de que está em nós perceber as diferenças e sobreviver a cada impossibilidade.Hoje, digo que tenho (quase) amores, tão voláteis são os sentimentos em relação ao que o outro sente. E adquiro a compreensão de que está em nós perceber as diferenças e sobreviver a cada impossibilidade.
    Somos diferentes,sou diferenciada? Acredito não ser.
    Acredito apenas que sou memória do que me valeu a pena ou não e de que o tempo passou e muitas vezes o vazio foi doloroso e vazia me doei, sem volta. O que fazer com amores vãos e egoístas, que não se encantam com o retorno espontaneo dos momentos que poderiam perdurar. Gente, gente errada, gente certa? Não importa. Importa a consciência da inutilidade que procuramos neste vazio.
    Cida.
    Somos diferentes,sou diferenciada. Acredito não sê-lo.
    Acredito apenas que sou memória do que me valeu a pena e sou vazia do que me doei.

    ResponderExcluir
  10. Escre bonito menina. Me identifico com que escreve. Me enquadro no texto, e nos textos. Hoje sou um amanhã outro. Moldado pela vida.

    Bjos menina.

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, me deu uma super vontade de chorar....

    ResponderExcluir
  12. Estendo-te a minha de volta :)


    Beijo, bonita.
    :*

    ResponderExcluir
  13. Que bom, então,
    que escreves!

    Nós agradecemos, Solange...

    Bjo.

    ResponderExcluir
  14. e assim sinto-me sozinho... e sozinho... e sozinho...

    ResponderExcluir
  15. velhos amores, nos serviram para ensinar que : podemos amar...mais e melhor .
    O tempo passou ... mas vejam só . que lindo sorriso , no meio de tantas marcas , algumas pessoas ainda conseguem nos arrancar .ahh , aquele vazio , aquele olhar perdido , aquela dor ...
    Tudo passou ,tudo passa , e se passou e estou aqui , é porque algo de bom e de melhor , ainda tenho para dar , e quem sabe ... algo de melhor ainda tenha para receber .
    de qualquer maneira , escreveu e descreveu sentimentos , como só voce sabe fazer . admiro muito essa sua percepçao , essa sua lucidez para traduzir tudo isso em palavras . beijos e mais uma vez . parabens

    ResponderExcluir
  16. Hoje passando para te ler, e desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho

    "É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar.
    É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final.
    Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes em casa me esconder.
    Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver..."
    Martin Luther King

    Abraços com todo meu carinho

    ResponderExcluir
  17. ...e consegue Solange.

    às vezes, chego até te tocar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Que muitos
    lhe ofereçam,
    reciprocamente,
    as mãos...

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  19. Oi Solange,

    Linda poesia!! Solidária...
    Beijos e um domingo ensolarado para você,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  20. Maravilhosa percepção do próprio fazer.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  21. ' Solange minha lindxa, me arrepiei todinha com esse texto, muito belo^^
    Obg pelo carinho de sempre visitar meu blog viu^^
    bjoo's no ♥

    =]*

    ResponderExcluir
  22. Gosto de tudo que vejo por aqui...

    ResponderExcluir
  23. Que lindo isso amiga!

    " ...talvez se escrever muito
    consiga expurgar minha culpa
    culpa do tempo passado
    da terra molhada pela chuva
    e que agora sangra...
    sangra pelo tempo,
    tempo tardio... "
    Dú♥Karmona®

    Linda vc!
    bj na alma!

    ResponderExcluir
  24. Braços e janelas abertas para o novo entrar! amém!
    Doce bj!
    Obrigada pelas palavras sempre perfeitas em cada partícula de emoção!
    ;D

    ResponderExcluir
  25. como sempre, clara serena e sutil. poe nas palavras os segredos que poucas vezes enchergamos ou na verdade nos cegamos em busca do conforto. te amo muito Lu

    ResponderExcluir
  26. Só pra te agradecer por escrever por mim. E consegues por em palavras tantos sentimentos sentidos. Obrigada,
    Berê

    ResponderExcluir
  27. E neste eu chorei.
    Por ter lido algo que retrata tão bem o que sinto. E sinto o carinho em cada palavra e aceito essa energia boa, na forma de mãos estendidas.

    grande beijo.

    ResponderExcluir
  28. Nossa que lindo
    Como é bom ler o que vc escreve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Me arrepiei com esse texto...ele entoa uma canção à alma. Lindo!!!
    Adoro seus textos.

    ResponderExcluir
  30. Muito lindo seu texto. Fiquei sensibilizada.

    ResponderExcluir
  31. O paradoxo é bastatne interessante. Como pode a escassez surgir e multiplicar-se em uma Consciencia Existencial tão abundante? Que lei cósmica é essa que impõe tanta contradição?

    Alôha...!! sinta-se abundantemente abençoada!!!

    Hod

    ResponderExcluir