domingo, 25 de março de 2012

do meu tamanho...

De vez em quando dou passos desajeitados, como os de uma menina que "rouba" os sapatos altos da mãe.
Tento equilibrar os pés pequenos nos sapatos tão maiores do que eu, num mundo tão mais vasto do que eu supunha.
Viro quase uma ultrapassada metáfora da vida.

Preciso tanto aprender a me estabilizar.
Afinal, o tempo rouba tudo aquilo que não somos capazes de viver.
.
(fotografia clicada por mim - Pés de Bebela - 2010)

16 comentários:

  1. Tudo é o acaso, assim se vive melhor. Beijo

    ResponderExcluir
  2. Lindas palavras e foto!Adorei!beijos à Bebela também!chica

    ResponderExcluir
  3. Temos usar esse mesmo tempo que nos rouba, para abstrairmos sabedoria e conseguirmos adequar-nos a ele. Lindo!

    ResponderExcluir
  4. Temos que usar esse mesmo tempo que nos rouba, para abstrairmos sabedoria e adequar-nos a ele. Lindo!

    ResponderExcluir
  5. Solange,
    Se os sapatos fossem sempre à medida a vida perdia o seu aliciante. Não será assim?

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. É sempre uma delicia te ler!!!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  7. Solange,

    mas repare,a elegância de sua filha Bebela!

    Sobra sapato, mas não falta vontade de calçá-los.

    E assim, é a vida.

    Entre nossa vontade de conhecer o mundo, e a nossa capacidade de abraçá-lo por inteiro, realmente como os pés da Bebela indicam, sempre haverá muita margem e espaço a serem preenchidos.

    Mas repito: olha como podemos ser elgantes, mesmo nas nossas limitações.

    E isso você tem sido Solange,a cada novo texto da sua vida.

    Eu , pelo menos, a vejo assim!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  8. O tempo rouba-nos o que temos de mais precioso... sepre... continuamente!

    ResponderExcluir
  9. Ola Solange,
    Eis uma tarefa difícil. Geralmente estamos sempre sob a corda bamba da vida, ora tendendo para um lado, ora para o outro, é complicado conseguirmos estabilizar nosso equilíbrio. De qualquer forma seguimos tentando, assim como a menina que descreveu.


    Abraços Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
  10. E simbora continuar equilibrando vida a fora... rs

    Beijos daquipraí...

    ResponderExcluir
  11. Minha querida

    O tempo rouba muitas vezes os sonhos da infância e é o carrasco dos nossos anseios.
    Como sempre adorei e deixo o meu beijinho agradecendo a visita carinhosa.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  12. Lindissimas as tuas palavras ...

    Beijo[ta]

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, Solange. O tempo é implacável, e rouba-nos muitas coisas, umas não conseguimos recuperar, outras sim.
    O importante é tentarmos o encaixe perfeito, a adequação dos nossos sentimentos, e assim seguirmos em frente.
    Um beijo, e fique na paz!

    ResponderExcluir
  14. humm... sobre o tempo ? é sobre isso que falamos aqui ? só 1 minuto entao ...

    ResponderExcluir
  15. Que texto maravilhoso! É verdade o assustador que é andarmos por este mundo em sapatos grandes :)

    ResponderExcluir
  16. bom , tem gente que nem ligava pros sapatos mesmo

    ResponderExcluir