domingo, 2 de agosto de 2009

ACERCA DA CERCA

Quero essa casinha.
De tamanho certo para minhas alegrias.
Cabem meus sonhos e planos.
Com cheiro de lavanda pela manhã,
de café com bolo de fubá à tarde, e da tua pele prá gente (não) dormir.
Música suave, mas que saia pela janela.
Tiro a cerca.
Ou deixo para que não escape nunca o meu amor ?

49 comentários:

  1. nossa, acho que com a pessoa certa não a cerca e nem espaço que n nos deixe felizes.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  2. O verdadeiro amor nunca escapa, ele permanece mesmo não estando mais com a gente.

    Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  3. nossa, menina, que post belo!!!!!!!!!!

    belo.

    ResponderExcluir
  4. Oi,

    Lindo post! a soma do texto com a imagem ficou perfeita!
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  5. Tire a cerca e tenho certeza que o Amor permanecerá, livre e lindo como deve ser.

    Lindas letras.

    Um beijo Lilás!

    ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Solange e tire a cerca porque só assim terás certeza da grandiosidade do amor, e ninguém gosta de viver preso.
    Bj!

    ResponderExcluir
  7. Robert Frost tinha um poema: "Boas cercas fazem bons vizinhos". E eu que não gosto de cercas! Mas Frost era um poeta da natureza - admirável. Frost era admirável, e é admirável ser um poeta da natureza.
    Apesar de Frost, eu fico com minha ideia: a natureza, a poesia ou o amor são contrários a cercas.
    Tira essa cerca, menina!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Muito lindo!
    Melhor não tirar a cerca, assim você reserva o seu cantinho especial, e ele sempre será só seu. rsrs

    Bjks.

    ResponderExcluir
  9. Amei a casinha! E não tira a cerca não... deixa só pra fazer um charminho... rs
    Super beijo!

    ResponderExcluir
  10. Q lindo! Só não gostei do telhado cheio de plantas...rs.rs.
    Consegui uma casinha plácida assim... vai ficar lindinha assim... vc tb vai conseguir!
    Bj!

    ResponderExcluir
  11. Excelente convite a reflexão, Aloha Solange!!

    Mesmo com todas as cercas, a fragrância do perfume de seu amor transpiram por seus poros e são levadas pelos ventos. Os caminhantes que passam ao senti-las param, acomodam-se enibriados com tal fragrância....

    Aloha querida amiga!!
    Hod.

    ResponderExcluir
  12. Pode tirar a cerca quando a gente tem amor ele nunca escapa...

    ResponderExcluir
  13. essa casa estaria perfeita pra mim , se fosse so pra mim solange . rs beijos

    ResponderExcluir
  14. Querida Solange...
    muito obrigada pelas palavras.
    Quanta sensibilidade em seu mundinho....
    Aqui estou não somente como forma de retribuição,mas acabo de ficar fã desta casinha de sonhos e flores....
    Cá estou..número 402!
    Beijocas no seu coração e de sua Bebela em conta-gotas.

    ResponderExcluir
  15. Eu quero também, Solange.
    Desse jeitinho mesmo que você descreveu.

    Lembrei tanto da música "lápis de cor" de Fátima Guedes.
    Conhece?

    A cerca branquinha é só como fosse a fita que embeleza o presente. Precisa tirar, não...
    bjs
    Rossana

    ResponderExcluir
  16. Olá Solange... Obrigada pela visita e pelas palavras!

    O momento é mesmo de redescobertas e muito amor...!
    Venha sepreque quiser, será mto bem vinda!

    Seu espaço tbem é mto inspirador!

    Beijos, Lu.

    ResponderExcluir
  17. Nossa, certeza que essa é a casinha dos sonhos de qualquer pessoa.
    Se você comprar ela me convida pra conhecer?
    Apenas pra tomar um chá como se eu estivesse da janela olhando um Jardim Inglês.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. O amor preso pode morrer.
    O amor deve correr livre, para ir e voltar.
    Porque só assim ele será definitivamente seu, assim como o pássaro que volta após ser libertado da gaiola.

    Um beijo, Solange.
    Bela postagem.
    Até mais ver.

    ResponderExcluir
  20. Obrigada minha doce pessoa, vindo de você é um elogio e tanto.
    Agora, essa casinha aí, além de linda, abriga um sonho seu que me despertou até vontade de vivê-lo.
    Não sei se faz o seu gênero, participar do "Vou de Coletivo!", mas ainda pode participar dessa "Uma carta de amor", se quiser. Eu ficaria feliz, por sinal.

    Beijos,
    Ana Lúcia.

    ResponderExcluir
  21. Ah, essa casinha eu tb quero! Na medida certa pra felicidade nascer, crescer e viver!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Belíssimo Solange, um cantinho especial.
    Amei também a foto, que casou muito bem.
    Tenha sonhos realizáveis.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  23. Lindo...

    O amor verdadeiro não pularia a cerca! : )
    Tire-a para que maior
    se torne o horizonte...

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  24. Venha buscar um abraço no Blog Coletivo-Uma Interação de Amigos
    e um selo para vc. também na curiosa.
    Com carinho
    sandra

    ResponderExcluir
  25. Solange...

    A cerca não aprisiona o amor! Prende-o no coração, pois daí ele não se escapará!...


    Beijos...

    ResponderExcluir
  26. Kilindo .

    Tira não ,deixa a cerca.

    Bjinhos de luz no ♥

    ~**

    ResponderExcluir
  27. Sua filhinha é muito lindaaaa,e muito parecida com vc.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  28. Eu tbm só quero um espaço pra mim e pra minha amada... nem precisa de cerca... ela num foge... rs

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Engraçado como encontramos pessoas semelhantes a nós nos blogs, né? Filhotes de bicho, Oswaldo e Clarice, gente sincera e inteligente, letras de música, escrever, ler, gérberas, inverno, damasco, manteiga sem sal, lilás, cheiro de chuva, dormir, parece que está me descrevendo!
    E o blog com as coisas de sua filha é de uma meiguice e beleza de tocar o coração.
    Vou andar mais por aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Acerca da cerca só me resta concluir que só delimita alegrias...Não aprisiona, acolhe!
    Não restringe, protege!

    ResponderExcluir
  31. Pode tirar, se é o Amor, não escapa.
    Sempre entro aqui e só hoje quis postar.
    Vc arrasa, sempre, ou quase sempre, me identifico com o que vc escreve.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  32. nOSSA ATÉ QUEM TEM UM LINDO AMOR QUER UMA CASIUNHA ASSIM PRA VIVÊ-LO BEM...pARECE CASINHA DE SONHOS.lindo! BEIJOS,CHICA

    ResponderExcluir
  33. Solange, te respondi no meu blog, mas menina, quando entrei aqui, nossa, que coisa, me achei, me senti, que lindo, como gostei...que felicidade ter algo bom assim pra ler. Tô dentro.

    ResponderExcluir
  34. Tira a cerca, e o amor repartilha, que tá lindo!
    Beijos, e um café então, apesar de ser noite aqui.

    ResponderExcluir
  35. Também quero esta casinha, não precisa ser grande nem pequena, desde que caiba nela todos os meus sonhos!
    beijos, o poema está lindo

    ResponderExcluir
  36. Alguem escaparia de ti?
    Duvido!

    carinho
    Denise

    ResponderExcluir
  37. Eu queria ter na vida simplesmente um lugar de mato verde...
    minha infância mora nesta casa!!
    PArabéns, lindo como sempre!
    beijos

    ResponderExcluir
  38. Tire a cerca e o amor nunca irá partir. Gostei muito do texto. Beijo

    ResponderExcluir
  39. Obrigada pelo carinho, Sol!

    Adoro esse espaço aki, tem cheirinho de casa no campo.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  40. Tô velhinha, mesmo...lembrei da música "Dont fence me in" cantada especialmente pela Rosemary Clooney...rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  41. E não é que eu pensei exatamente algo parecido com isso essa madrugada! Só que o meu pensamento foi assim: como eu queria ter uma casa no mato, uma rede na varanda e ela, o meu amor! Quanto a cerca, com ou sem, amor é sempre amor... dentro ou fora.

    Solange, agradeço os elogios, viu!

    Até mais.

    Jota Cê

    ResponderExcluir
  42. Olá...
    Vim te dar as boas vindas ao meu blog...
    Vc sabe que eu criei esse blog só de brincadeira....Até pq sou péssima na escrita...rs!
    Eu sempre lembro de alguma coisa e já vou logo contado a qualquer pessoas...
    E ainda conto cheia de orgulho..rs!

    Também me divirto muito com mas histórias da Bebela...Criança tem a alma pura....!

    Bjos querida...

    ResponderExcluir
  43. As vezes quanto menor, melhor. Mas na verdade eu penso que a harmonia, a paz, dependerá sempre de quem habitará neste lar.

    beijos, querida.

    ResponderExcluir
  44. Anda meio melancolica, ou eu me engano?

    Mas esta casa existe no teu coração e lá cabe todas as tuas alegrias (bem com outras coisas, mas isto serve os momentos de olhar internamente e libertar o que não presta)...

    Fique com Deus, menina Solange Maia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  45. Tira a cera que é pra vocês correrem de mãos dadas pelo jardim!

    ResponderExcluir
  46. Bela casa, bons sonhos. Sem cerca...... que dure, o quanto dure!

    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Oi Solange!! Lindo poema..Tira a cerca!!

    Beijos!

    ResponderExcluir