segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

alguma razão para eu voltar...

Me dê alguma razão para eu voltar.

Um argumento qualquer, um motivo à toa...

Aproveite agora, enquanto as palavras caem de mim,

diante dessa fragilidade que finjo não sentir...

.

É que prá você sou fácil mesmo, dou meia volta, rastejo, lambo, imploro... reincido, retrocedo... e sempre regresso.

Mas queria um sinal seu...

.

Porque ando morrendo aos poucos entre nossas lembranças,

porque sei que você me quer, e porque te amo.

E isso devia bastar.

.

Então me dê alguma razão para eu voltar.

.

Porque faltou o último beijo, o último olhar, a última noite de amor...
e são tantas as perguntas sem respostas,

tantas as mágoas sem perdão.

.

38 comentários:

  1. As vezes as coisas mal resolvidas,sem um ponto final dão asas as reflexões e queremos de volta aquela vida, aquele romance, pra fazer tudo diferente, para que não exista um final.Percebemos que precisávamos tão pouco e exigimos tanto...Gostaríamos que o adeus fosse apenas um até breve ,assim teríamos tempo de mudar nossa atitude e assim alimentaríamos o amor,isso quando depende da gente.Amei! Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  2. Coisas do coração são tão complicadas.Não deveria ser assim...

    ResponderExcluir
  3. Não precisas de sinal, pois já os têm.
    São aqueles que desnudam sua alma e te entorpecem os sentidos...

    Se cuida, bjs e inté!

    ResponderExcluir
  4. Mas é linda esta poesia!
    Triste e tão melancólica.
    Mas há sempre uma razão para voltar, os amigos e um coração (sem sabermos) bate mais forte quando nos vê e sofre com a nossa ausência.

    ResponderExcluir
  5. Bela... Mui bela...
    Melancólica...
    Mas bela...

    Andas mui filosófica Sol, para um começo de ano!

    bjo

    ResponderExcluir
  6. Oi Solange,
    Adorei o poema. Não sabia da existência deste seu blog. É muito bom e já estou seguindo vc por aqui.
    Bjkas e um ótimo 2011 para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. talvez sejam as mágoas sem perdão.

    ResponderExcluir
  8. Como sempre retratanto as vontades de quem ama e que só quer se amado.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Não gosto de nada mal resolvido, sem um ponto final ou pingos nos i's. E para que alguma coisa entre duas pessoas dê certo isso é extremamente necessário. Entre duas pessoas não pode existir perguntas sem respostas e tem que haver perdão, sempre. Amar é perdoar, é doar-se sem pedir nada em troca, sempre tratar bem.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Solange, lindo o post. Quem já não passou por isso que atire a primeira pedra..sim atire!!! Amores mal resolvidos, amores incompletos, simplesmente amor, um amor que queremos de volta, amor pra ser recordado, vivido novamente...rs!! Bjos querida

    ResponderExcluir
  11. Nossa, me encaixei totalmente nesse texto, completamente, vc leu minha alma amiga.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. A razão não importa quando o coração fala VOLTA!

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Amor é uma razão bem mais do que forte! ;)
    Obrigada pelo carinho amiga.. eu amo escrever com o coração, talvez por isso, tenha gostado tanto ;)

    Espero que volte mais vezes, adoro imenso receber amigas(os)! Deixo-te um beijo de boa semana e muita luz para ti neste 2011!

    ResponderExcluir
  14. E há razão melhor que essa? rs

    Um último que pode ser um recomeço...

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. pior do que um fim, é um fim não oficializado.
    é muito dolorido.
    marca demais...
    ficamos com aquelas questões na cabeça...
    beijos
    vc escreve muito bem

    ResponderExcluir
  16. Olá Solange, que belos seus blogs, amei!!!
    Lindo Poema!!!
    Bebela é muito fofinha!!!

    Foi um prazer te-la no Blog LUZ, volte quantas vezes quiser, porque eu estarei por aqui sempre!!!

    Muita LUZ!!!Feliz 2011!!!

    ResponderExcluir
  17. Às vezes o coração fala mais alto que a razão, e aí então, não precisa mais de palavra alguma.

    Ótima semana, e um ano iluminado!
    Beijos
    =*

    ResponderExcluir
  18. Maior razão pra voltar é sempre o amor, o desejo,,,os versos de paz...beijos de bom dia pra ti querida.

    ResponderExcluir
  19. Menina, que coisa mais linda esse poema! Triste, mas belíssimo! Senti no coração essa angústia e na pele essa saudade.

    Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. E porque o amor é construção permanente, há ainda muito por fazer, por (re)construir...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  21. A sensação de falta é um ótimo motivo para se voltar.

    ResponderExcluir
  22. As coisas do coração são meio complicadas.

    Voltei a postar no blog Mudanca.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Razão é o que esperamos sempre!
    Flor obrigado pela visita linda!
    Feliz 2011!!
    Tudo de mais bonito e sincero pra ti
    beeijos e sorrisos

    ResponderExcluir
  24. Encantador blog el tuyo, un placer haberme pasado por tu espacio.

    Saludos y un abrazo.

    ResponderExcluir
  25. Olá!!

    Linda poesia!!Me deixa sensível...
    Obrigada pela visita!Será sempre Bem vinda!!
    Me encantei com seu blog!Parabéns pela qualidade dos posts!
    Boa semana pra ti!
    beijos

    ResponderExcluir
  26. parece que o melhor sempre está por vir
    palavras suspensas, sentimentos silenciados
    tudo esperando não sei o que

    nosso melhor momento é agora
    amanhã é muito tempo

    vim deixar registrado que estarei mais presente aqui este ano..no Mimo e no Bebela..adoro seus blogs e seu alto astral :)

    beijos cintilantes Solange

    ResponderExcluir
  27. O amor é a razão de tudo nessa vida...

    ResponderExcluir
  28. Belo post...

    Belo espaço!

    Visite, acompanhe ou conheça o meu trabalho

    IMPROVISOS de MAILSoN FURTADO
    http://mailsonfurtado.blogspot.com

    Grato!

    ResponderExcluir
  29. Meu amor por você, a possibilidade de um novo encontro, nossa "completude" são razões suficientes??!!

    ResponderExcluir
  30. Coração quando manda na gente é como uma autoridade sem autorização nem legitimidade, mas da qual a gente não quer nem se afastar nem afastá-la de nossos atos. Lindo o poema, Solange! abração. paz e bem.

    ResponderExcluir
  31. Mágoas sem perdão, sempre querem novas brigas... só para depois fazerem as pazes. Coisas de ariana. Coisas que entendo bem.

    beijos

    ResponderExcluir
  32. Fiquei aqui num silêncio só meu a voar por sobre cada uma de suas palavras e era como se eu pudesse desenhar um olhar alheio ao mundo que buscava entender a si mesmo em meio a um vazio que precisava apenas de uma resposta para ser preenchido.
    Bacio

    ResponderExcluir
  33. Até quando? VÁ!!!! Estou ao seu lado...sempre estarei!

    ResponderExcluir