domingo, 23 de janeiro de 2011

de quando a viagem é para buscar...

(fotografei hoje de manhã...)
.
"Na minha opinião existem dois tipos de viajantes:
os que viajam para fugir
e os que viajam para buscar..."

Mario Quintana

.

.

Meus pensamentos andam mais do que a estrada,

imaginando sempre a próxima curva.

Doo inteira, mas começo a tirar algum proveito disso.

Começo a encontrar as pitadas esquecidas em mim, a experimentar de novo aquela mulher leve, de alegrias inesperadas.

.

Sim, viajo para buscar.

E seguro o olhar nos novos horizontes, mas o que me interessa mesmo é o tempo esclarecedor.

É nele que existem incontáveis respostas.

Escolho as que me cabem, e descanso.

Esse sossego tudo ilumina.

.

E tem feito um tempo nada complicado por aqui.

Dias em que aprendo que esquecer também é uma forma de aprender...

Afinal, sou eu que decido o que vai ser eterno dentro de mim.

.

22 comentários:

  1. E o eterno é sempre tão complexo e mutável!rs

    linda foto

    ResponderExcluir
  2. Tem poemas que a gente veste como uma luva. Vesti esse em mim. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Li e reli as últimas duas frases.
    E voltei a ler.

    O que vai ser eterno dentro de mim? Não sei... só sei que esse "eterno" para mim é ( como diz o poeta ) " que seja infinito enquanto dure". É esse o meu eterno. Provavelmente, um dia vou querer esquecer aquilo que hoje mais quero preservar. Não importa. Esse "um dia" é um tempo que ainda não existe e sim, saber esquecer também é aprender... é a única forma de não vestir o presente com as roupas velhas do passado.

    Tudo de bom para ti.

    ResponderExcluir
  4. Soube do seu blog através de Memória, e realmente ela tem razão é um cantinho repleto de muita luz e muito aconchegante, adorei tudo que li, parabéns e continue sempre compartilhando estas mensagens maravilhosas, são sementes de amor que você planta neste mundo tão árido, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre viajo para buscar... de preferência as mais belas e simples coisas que se possa existir.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Só fato de você buscar sempre o conhecimento, ao invés de figir dele, já é um avanço sensacional.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Por falar em viagem acabei de fazer uma enquanto me encantava com teu poema.
    Bjos, parabens por tuas sensiveis palavras.

    ResponderExcluir
  8. Dias em que o esquecer torna-se lembranças... É o tempo que corre contra nós.

    Beijos querida!!!^^

    ResponderExcluir
  9. Minha querida

    Um texto de reflexão...apenas o tempo nos ajuda a encontrarmos respostas.

    Beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  10. " O trem que chega é o mesmo trem da partida"
    Em que vagão deste trem fica guardado o eterno??
    Beijos minha querida!

    ResponderExcluir
  11. Pelo jeito, curtindo uma viagem para descansar, isto é bom...

    Fique com Deus, menina Solange Maia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Quem viaja para fugir não escapa de encontrar ...

    ResponderExcluir
  13. caraca...Seus textos parecem escritos pra mim...
    Voc~e escreve maravilhosamente bem. Consegue colocar pra fora os sentimentos que eu tenho mas não sei por em palavras. Parabens. Linda semana rpa vc. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  14. "Longe se vai sonhando demais, mas onde se chega assim? - Eu caçador de mim."

    Lindo seus versos.
    Beijos com ternura.

    ResponderExcluir
  15. Solange

    "Aprender a esquecer é uma maneira de aprender" e tão benéfica para nós mesmas!! Se bem que 'esquecer', me parece, não é a palavra certa e, sim, 'aceitar' e 'continuar a viver'.

    Beijos
    Anne

    ResponderExcluir
  16. continuo olhando para o mar, e tentanto enxergar o outro lado de mim mesma..

    lindo Sol..
    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  17. SOLANGE,

    que viagem encantadora!

    E de tão boa e aconchegante, real e verdadeira que resolvi tomar carona nos seus devaneios e usurpá-la, saqueá-la no melhor estilo do maior pirata inglês de todos os tempos, que durante muito anos a seviço da rainha e encheu os cofes da coroa britânica: Sir Francis Drake.

    Exatamente Solange, estou aqui como um pirata!

    Vou invadir sua embarcação abarrotada do ouro da sabedoria, das pedras preciosas de inteligência que durante a vida você foi adquirindo e de tantas outras outras bugigangas e quinquilharias admiráveis que você amontoa no porão deste seu navio de competência literária, incomparável!

    O pirata Francis Drake sempre esteve a serviço da sua majestade da Inglaterra, porém eu sirvo é a minha inveja que corrói de forma ácida todas as minhas vísceras disponíveis, afinal eu não admito que você seja tão mais sublime, competente, sábia, altiva,segura,e inegotavelmente mais criativa do que eu!

    Que absurdo ! (rs).

    Por esta razão estou aqui como um pirata e vou apontar minhas canhoneiras para sua majestosa embarcação literária.

    Se não quiser ir a pique, depois de saqueada, faça-me um sinal, demonstre um gesto de boa vontade ou concorde em compartilhar comigo, seu extenso e irritante viés poético, que me transforma em um grande primata, sempre que venho aqui, ler você.

    Só tenho dúvida se você estenderia esta mão generosa e amiga, a um palhaço que só escreve inutilidades, que chamo de humor.

    Um abração carioca (rs).

    ResponderExcluir
  18. o que é eterno dentro de mim tem asas...tá sempre mudando de ninho.

    beijos cintilantes Solange

    ResponderExcluir
  19. E quando a saudade faz morada dentro do peito,tudo fica sem rumo em busca de novos desafios.

    Abraços

    ResponderExcluir
  20. "em mim, o eterno é música e amor..." (caetano veloso).
    lindo post!

    ResponderExcluir