sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

onde se escondem as dores...

Porque doem minhas entrelinhas... não minhas palavras.

É o que está escondido, misturado, dissolvido, é isso que dói, as vírgulas que quase sempre me revelam.

Nelas hesito, me assusto, recuo... nelas existo.

.

Porque se as palavras têm estado sempre tão disponíveis,

já não posso dizer o mesmo do amor.

E tenho estado tempo demais com os olhos líquidos.

Ando tão silenciosa, só sussurros ou palavras mudas...

mas minha vontade é de voz, não de silêncio.

.

É que tudo podia ser tão mais simples.

E a menina que mora em mim precisa tanto de um abraço.

É... amo abraço.

Amo quem me abraça...

.

25 comentários:

  1. Obaaaaaaaaaaa... consegui ser a primeira a postar! Coisa difícil aqui nesse espaço frequentado por tantos EUCALIPTOS!
    bj

    ResponderExcluir
  2. ahhh o abraço...

    a vida é melhor com carinho
    com alimento
    com beijos
    com sorrisos
    com músicas
    com eucaliptos
    com conchas....
    abraço!

    ResponderExcluir
  3. Coinscidência, você falando dos pontos e vírgulas e eu de pronomes e verbos.O Amor tem suas fazes de alimentação:seco,molhado,farto,abundante e no fim, um prato vazio.
    Amei! Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  4. Minha querida
    Por vezes o que sentimos...está mais no que calamos.
    E...deixo o meu abraço...em silêncio.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  5. Solange,

    para lá das copas, um murmúrios de sil~encios estrangulados, de vazios molhados.

    como sempre, um momento a fruir.

    bj

    ResponderExcluir
  6. Que coisa mais linda, Sol!
    Principalmente os três primeiros versos.

    Sinta-se abraçada con todo o meu coração.
    \♥/

    Bj
    Rossana

    ResponderExcluir
  7. Entrelinhas...entrepontos...entreveros e entraves que lhe conduzem não ao ponto final mas ao ponto de partida que certamente lhe conduzirá às reticências dos suspiros e às exclamações do gozo.

    ResponderExcluir
  8. façamos tudo mais simples então...simples assim...seja sempre você...INTEIRA.
    chega de silêncio...de VOZ à sua VOZ...
    e meus braços e colo são todos seus...hoje e sempre...

    beijos com meu amor, te amo sua linda!

    Bibi

    ResponderExcluir
  9. Não gosto das vírgulas, das reticências ou das entrelinhas. Não gosto de nada mal resolvido. Não gosto da ausência das palavras. Mas amo o espaço que tudo isso deixa, para os sentimentos aflorarem e transparecerem em uma abraço!

    Beijos!
    ;*'s

    ResponderExcluir
  10. ...meu Deus como você
    escreve lindo!!

    beijos encantados é só o que
    posso deixar junto com um
    caloroso abraço!

    ResponderExcluir
  11. Se abrace...
    cante...
    sorria...
    a vida é sempre justa, nós apenas é que não aceitamos os momentos e se acreditas, continua que um dia chega.

    Beijo Soli.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Solange

    As vírgulas nos obrigam a parar...e pensar!
    As vozes andam tão quietas e quando falam, só sussurram, não conseguindo secar os nossos olhos líquidos... uma pena tamanho desencontro!




    Lindas palavras, regaram os meus olhos!
    Bjs, minha amiga

    ResponderExcluir
  14. aproveite essa madrugada de silencios, para acor
    dar em novas vozes, novos abraços.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  15. hi ! friend could we exchange link together?,hope it will be good if we can do here is mine:

    http://cambodiantoday.blogspot.com/
    thank for your kindness

    ResponderExcluir
  16. Penso que a reveleção através das vírgulas são apenas para os muito sensíveis...
    Lindo poema! Se não for o "the best", está nos primeiros lugares!
    Adorei seu comentário lá no blog,te espero sempre com carinho,
    Bjs e otimo finde!

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Sol,

    Nas entrelinhas somos mais... É a nossa alma suspensa de palavras... Só sentir. Um abraço de entrelinhas carregado de afeto e bem-querer. Bjs

    ResponderExcluir
  19. Eu passei para deixar a minha admiração , pois sua pena está isenta de qualquer juízo de valor menor do que adorável e prazerosa em todos os poemas. Abração e ótimo final de semana. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  20. Mesmo que alguns amores não estejam contigo, aind há dois amores (no mínimo) perto de ti...

    Hua, kkk, ha, ha, não sabia que você e a Bia conversavam sobre o Botafogo.

    Fique com Deus, menina Solange Maia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  21. Então sinta-se completamente abraçada pelas minhas palavras, pelos meus braços e sentimentos. Sinta-se abraçada pelas letras que são escritas timidamente enquanto leio as suas lindas e perfeitas palavras!!

    Sinta-se abraçada!!!

    Há dias em que minhas entrelinhas doem mais que as palavras, e os vivem sob as águas e quando o abraço vem do infinito o sorrir volta entre vírgulas!!!

    Beijos...

    ......................

    P.s.: Gostaria de convidá-la pra escrever no Entre Marés na sexta-feira dia 04 de fevereiro. Aceita?! Me escreve: suzana.martinss@gmail.com Será um grande prazer ter você por lá!!^^

    ResponderExcluir
  22. nhonhoc................mmmmmmmmmmmmm

    esse é meu abraço, de verdade, em vocÊ, doce Solange!!

    :))

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir