quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

estou sempre pronta prá partir...

Ainda tento entender essa história. Será que você é realmente quem é, ou será que é só o meu desejo coagulando em ti o amor que insisto viver ? É que muitas vezes, na tua voz, esteve o para sempre, então, embora nossas histórias não durassem muito (acho que é por isso que estive sempre pronta prá partir), desejei demais. Achei até que tínhamos amor com vista pro mar...

.

Mas tudo bem. Apesar da previsão do futuro “gris”, hoje teve a beleza das coisas que acontecem porque é tempo mesmo... e acredite, até os teus desencantos me ensinam.

Mas choro. E não devia ser assim.

Porque os outros eu conheci por acaso.
Você não. Você eu encontrei porque era preciso.

.

ah... e obrigada por me ensinar a ressuscitar...

Mas é que agora quero ver as tristezas indo embora da minha retina...

.

13 comentários:

  1. Tem pessoas que conhecemos de longe e ai vem aquele desejo que " quero ser amigo... namorado..." e por ai vai. Tem pessoas que escolhemos, que tem ser. Mas ai não da certo, e então por que tinha que ser? Se o amor está aqui por que não está lá?
    É ruim acreditar que tem ouuro no fim no arco íris e depois ver que não temos nenhum amor com vista para o mar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Inteso, forte, belo... dureza [para com o destinatário] e suavidade [do dizer] mescladas na precisa medida...

    Se [r]é.tina pre.firo a.mar... par.ti que sou dois sendo um só em ti... :)

    ResponderExcluir
  3. Puxa como gostaria de entender essa história... rs

    Saudades de voce querida, nem sei como consigo ficar tanto tempo sem dar uma espiadela nesse lindo lugar.

    Bjs grande e muita fé sim, neste ano que chegou.

    ResponderExcluir
  4. Ufaaa!!!que estória complicada de se entender...rsrsrs!!!enfim...amiga a vida sempre tem dessas coisas...nunca é como gente a quer...sempre temos decepções...boa sorte....!!!beijos queridaa!!

    ResponderExcluir
  5. Minha grande poetisa favorita!

    Não precisamos de razões para sentir ou mto menos tentar entender este sentir... pois sabemos (lá no fundo)que a reciprocidade na alma se faz passado, presente e futuro... tudo ao mesmo ato... na mesma dimensão, nos mesmos desejos, infindos tempos onde eterniza num beijo único de almas...

    Bjs e inté!

    ResponderExcluir
  6. Triste, porém verdadeiro. E, sobretudo, libertador.

    ResponderExcluir
  7. "Você não. Você eu encontrei porque era preciso."
    Lindo!

    ResponderExcluir
  8. Olá a todos os que vão ler este comentário neste blogue ou noutro muito bom como este. Pois é, estou encantado com todos estes pratos tão bem confeccionados. Pois, eu gostava de fazer igual, mas não consigo. A vida é dura e obrigou-me a morar sozinho, e a cozinha não é de todo o meu local favorito. Mas estou a tentar conhecê-la, mas as aventuras têm sido imensas. Fiz um blog humilde para colocá-las em forma de crónica pouco extensas. Gostava muito que todos vocês o visitassem e se possível o seguissem. É que tentar cozinhar e depois não ser ajudado, é algo muita mau.
    Cumprimentos a todos!

    http://tenhosalfaltamecolher.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. "Ainda tento entender essa história."

    Bom, acredito que existem histórias que não são mesmo para serem entenidas. Há pessoas que passam nas nossas vidas apenas para nos ensinarem algo, para aprendermos e não para ficarem nelas, infeizmente.

    Ah! Como tem pessoas que eu gostaria que tivessem permanecido junto a mim! =/

    Bom fim de semana!
    Beijos! ;*s

    ResponderExcluir
  10. Solange,
    O seu intimismo toca sempre fundo. Porque tem sensibilidade e talento.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  11. sempre VISCERAIS... tuas palavras!! Deixe-as ir... deixe as tristezas partirem.


    ;)

    ResponderExcluir
  12. Em certos momentos precisamos deixar a tristeza escorrer para enxergarmos as lágrimas que doem no coração.

    Beijos e beijos linda!!^^

    ResponderExcluir
  13. Mas nem, sempre dá para querer viver sem se arriscar, não é?

    E feliz ano novo menina, mesmo que me atrasado.

    Fique com Deus, menina Solange Maia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir